terça-feira, 5 de março de 2013

História da Moda

Pré História
 Não se sabe ao certo quando que o uso de roupas por parte do ser humano começou. Mas acredita-se que o uso de roupas por parte do homem começou e se espalhou provavelmente para providenciar proteção contra fatores naturais e por aparência. Um caçador pré-histórico poderia usar a pele de um urso para mantê-lo quente e/ou como um sinal de força, bravura e habilidade como caçador.
Na Rússia, em 1988, Arqueólogos identificaram agulhas primitivas, feitas com ossos e marfim, que foram feitas há mais de 30 mil anos. Acredita-se que ao final da Idade da Pedra, há 25 mil anos, o uso de roupas já fosse corrente e que a técnica de fabricação de fios já tenha sido dominada, usando pêlos de animais como a ovelha ou fiapos de certas plantas como o algodão. Técnicas na produção de roupas melhoraram gradualmente com o passar do tempo, permitindo eventualmente a conectar pedaços de pele entre si e, assim, formar peças de roupas mais elaboradas. 

Antiguidade

No Egito antigo, poucas pessoas usavam roupas: apenas famílias de alta classe, e mesmo assim, apenas adultos. Roupas indicavam riqueza. Muitas crianças e escravos não usavam nenhuma roupa. Nos tempos primordiais do império, os homens vestiam um tipo de tecido que envolvia o quadril como se fosse uma fralda, ou uma curta saia, e as mulheres, um tipo de vestido, atado às costas e que deixava os seios à mostra. Lentamente, os homens passaram a vestir saias cada vez mais compridas, e os vestidos das mulheres passaram a cobrir os seios. Depois, ambos os homens e as mulheres passaram a usar um tipo de roupa parecido com um "hobby", peças retangulares de tecido, com um buraco no meio para a cabeça. Alguns poucos egípcios calçavam sandálias, mas a maioria andava descalças.

Idade Média
Com o fim do Império Romano, a Europa Ocidental começou a desenvolver-se independentemente do que restava do Império. Os bizantinos da classe alta vestiam túnicas bem decoradas. Tais túnicas eram feitas de algodão e fiapos de ouro, e usavam pérolas e pedras preciosas como decorações. Pessoas de classes mais baixas vestiam túnicas simples. Os imperadores e pessoas da corte usavam também um tipo de manta sobre suas túnicas. Posteriormente, o imperador e a imperatriz passaram a usar um longo tecido em volta dos seus pescoços, como um cachecol, e nobres passaram a usar longas e firmes meia-calças. Os estilos usados no Império Bizantino influenciavam pesadamente a moda na Europa.


Século XVIII
No seculo XVIII surgiu na nobreza francesa um novo rei, o qual perseguia um ideal de ostentação extrema. Este soberano foi Luís XIV, também conhecido como O Rei Sol.
As mulheres nobres ostentavam grandes decotes, penteados altíssimos e complicados (usavem perucas), saias rodadas imensas (espartilhos muito apertado fazendo as cinturas cada vez mais finas), e caudas majestosas. Maria Antonieta  , a última rainha da França, é considerada um ícone da moda no séc XVIII.
 
Século XIX
No século XIX, a moda incluiu mais itens no vestuário, como também perde outros. O público feminino adquire novas peças de roupas, em compensação, deixam de fazer parte os espartilhos, as grades dos vestidos e incorporam as mangas bufantes. A silhueta da mulher, nas roupas, vai se afunilando. As roupas se tornaram românticas e práticas, para a época, obviamente. 

Década de 20

Livre dos espartilhos a mulher começava a ter mais liberdade e já se permitia mostrar as pernas, o colo e usar maquilagem. A boca era carmim, pintada para parecer um arco de cupido ou um coração; os olhos eram bem marcados, as sobrancelhas tiradas e delineadas a lápis; a pele era branca, o que acentuava os tons escuros da maquilagem.
A silhueta dos anos 20 era tubular, com os vestidos mais curtos, leves e elegantes, geralmente em seda, deixando braços e costas à mostra. As meias eram em tons de bege, sugerindo pernas nuas. O chapéu, até então acessório obrigatório, ficou restrito ao uso diurno. O modelo mais popular era o "cloche", enterrado até os olhos, que só podia ser usado com os cabelos curtíssimos. A estilista Coco Chanel, com seus cortes retos, capas, blazers, cardigãs, colares compridos, boinas e cabelos curtos. Durante toda a década Chanel lançou uma nova moda após a outra, sempre com muito sucesso.

Década de 30
A queda na bolsa de valores de Nova York provocou uma crise econômica mundial sem precedentes. Diferentemente dos anos  20,que havia destruído as formas femininas, os anos 30 redescobriram as formas do corpo da muler através da elegância refinada, sem grandes ousadias. As saias ficaram longas e os cabeloscomeçaram a crescer. Os vestidos eram justos e retos, além de possuírem uma pequena capa de bolero, e também usado na época. Em tempos de crise, os materiais mais baratos passaram a ser usados em vestidos de noite, como o algodão e a casimira. O corte enviesado e os decotes profundos nas costas dos vestidos de noite marcaram os anos 30, que elegeram as costas femininas como o novo foco de atenção.

Década de 40
 A década de 40 foi marcada pela guerra. Isso fez surgir uma moda com influência militar, mais séria, sem contudo perder o toque feminino. O estilo militar acompanhou boa parte das roupas da década de 40. As ombreiras eram obrigatórias e contribuíam para dar a impressão de uma cintura mais fina. As roupas também procuravam afinar os quadris.

Década de 50
Com o fim da Segunda Guerra Mundial e da contenção de uso de tecido, o mundo – e principalmente as mulheres – estava sedentos por um pouco de luxo. O Rock'n'roll explode os sons dos Estados Unidos e sacode o mundo na metade dos anos 50 arrebatando um bando de adolescentes. O estilo masculino muda de uma maneira inesperada. Pela primeira vez os adolescentes vestem o que não é ditado pelos pais e pela primeira vez a moda vira um fenômeno da juventude.
Para as mulheres, metros e metros de tecido eram gastos para confeccionar um vestido, bem amplo e na altura dos tornozelos. A cintura era bem marcada e os sapatos eram de saltos altos, além das luvas e outros acessórios luxuosos, como peles e jóias.

Década de 60
Os anos rebeldes. Essa foi a característica mais marcante dos anos 60. A década  foi pautada por várias mudanças, por questionamentos importantíssimos, mudanças a cerca de valores e comportamentos. A moda refletia as aspirações da juventude. A liberdade no seu melhor estilo: uma calça jeans velha, azul e desbotada, o Blue jeans e jaqueta de couro viraram praticamente um uniforme da época. 
A mulher passou a valorizar mais o seu corpo durante a década de 60, tendo como base o estilo da maravilhosa Brigitte Bardot. Vestidos rodados e minissaia eram peças que proporcionavam ao visual um ar de menina-moça. Estampas psicodélicas e geométricas também são atribuídas às roupas dessa época. Nos pés, as botas de cano longo começaram a ganhar espaço na moda.

Década de 70
Eclodiam nesta época os movimentos musicais do Rock and Roll, das discotecas, e também do experimentalismo na música erudita. Na moda dos anos 70 usou-se de tudo, variando de estação para estação. No início da década os hippies foram uma grande influência, utilizamdo-se diversos acessórios e tecidos, mas a paz e o amor foram cedendo lugar à música disco.
Era a época dos famosos sapatos plataforma, das calças boca-de-sino, das meias de lurex, do poliéster e dos signos do zodíaco. O antigo conceito de exclusividade caducou e a massificação dominou o mercado. A criatividade aposentou o termo chic que, entre muitos outros, foi substituído por kitsch, punk, retrô.
Os homens deixaram de ser formais e ganharam um toque colorido e psicodélico. As mulheres passaram a ser românticas e despojadas: com cabelos desalinhados, saias longas ou curtíssimas com inspiração indiana, batas e estampas florais ou multicoloridas.
Além disso, o unissex entra na moda com suas boca-de-sino e sapatos plataforma. A moda glitter também emplacou nos anos 70: futurista, metálica e andrógina, personificada na figura do camaleão David Bowie. 


Década de 80
Esse período foi um resgate de elementos encontrados no passado. Aumentou o uso dos detalhes nas roupas: laços, rendas, fitas. A tendência chamada de novos românticos surgiu nos anos 80, mas não durou muito tempo. Lady Diana usou em seu casamento um vestido que marcou a nova moda.
Os anos 80 marcaram as novas tendências. Artistas famosos lançaram seus estilos peculiares, tais como Prince, Madonna, Cindy Lauper e Michael Jackson.
O movimento hip hop estabeleceu um novo estilo para os jovens. Usavam tênis de marca, bonés, camisas e calças bastante largas, casacos e diversos adereços: correntes de prata e ouro.

Década de 90
Bem menos chamativa que a década anterior: as roupas tem cortes retos e cores neutras, como o branco, preto e cinza. O grunge faz a cabeça dos jovens e o estilo largado toma as ruas.
Este foi também o período em que a moda dos seriados estava em alta nas ruas também.

Moda hoje
Na moda, o início século XXI é marcado por duas tendências, a que “nada se cria, e tudo se copia’ e a “moda vem e vai” caracterizada pela moda retro. Devido a busca por uma identidade própria, as pessoas passaram a criar peças com seu próprio estilo, utilizando-se de materiais alternativos produzindo dessa forma o desenvolvimento sustentável. O corpo passou a ter uma maior valorização, sendo que as roupas trouxeram uma grande busca pela sensualidade e perfeição. Também surgiu as tatuagens, os piercing e as Escovas Progressivas que deixam os cabelos cada vez mais lisos e esticados dando mais brilho.
Estamos vivendo em uma época em que tudo ocorre de forma acelerada, sendo que e a moda é baseada na maioria das vezes na releitura do passado. sendo que o que foi moda a algum tempo atraz será relida e transformada.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Roupa#O_uso_de_roupas
http://oeirascomhistoria.blogspot.com.br/2012/08/a-moda-no-seculo-xviii.html
http://almanaque.folha.uol.com.br/anos20.htm
http://almanaque.folha.uol.com.br/anos30.htm
http://www.devaneiosfashion.com/tendencia-decada-de-40
http://modahistoria.blogspot.com.br/2011/12/decada-de-50-revolucao-jovem.html
http://texto2-rej.blogspot.com.br/
http://www.mundodastribos.com/roupas-anos-60-fotos.html
http://pessoasdoseculopassado.blogspot.com.br/
http://historia-da-moda.info/mos/view/Moda_Anos_80/
http://capricho.abril.com.br/moda/dicionario-fashion-cada-decada-moda-692821.shtml
http://modaestilismoipora.blogspot.com.br/2010/04/moda-do-seculo-xxi.html

E aí.......gostou???
Em que década você se inspira???

  


2 comentários:

  1. Feliz Dia das Mulheres amiga ... bjs no seu core !

    “A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada.” (Maomé)

    ResponderExcluir
  2. Oi eu queria saber mais sobre a moda dos anos 50

    ResponderExcluir

Gostou???? Comente então!!!!
Se não tiver blog..deixe seu e-mail para que eu possa retornar o carinho!!!